segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Relato do grande dia - Parte I

1 semana antes

Passamos mais de 2 anos planejando nosso casamento... Mas, imprevistos sempre acontecem...

Na segunda-feira fui buscar meu vestido. Fui rapidinho no horário de almoço e sozinha, mas mesmo assim estava super feliz! Afinal, meu grande dia estava chegando né? O vestido estava perfeito, assim como meu bolerinho! Na verdade, o vestido estava um pouquinho folgado no busto, pois eu emagreci nos últimos dias sem querer (mas querendo rsrsrs), tudo por conta do estresse.

À noite fui cortar meu cabelo. Já tinha feito a prova de cabelo e maquiagem na sexta 11/06 e a Mirushi, que faria meu penteado, autorizou cortar até 4 dedos. Pedi para cortar menos que isso e ele assim fez. Na frente cortei um pouco mais (repiquei), pois não queria viajar na lua de mel com cara de Maria Madalena. Não sei se foi bom ou ruim, porque o resultado final parece que deu uma diferença em relação ao dia da prova. Mas foi uma escolha e aposto que só eu percebi (eu acho).

De lá, saí toda-toda para o estúdio do Éder (Bruscagin) fazer as fotos do nosso ensaio. Apesar do meu desconforto (sou super tímida), as fotos ficaram lindas e foi difícil escolher, ainda mais assim tão rápido, na hora. Mas tudo bem! Decidimos por um quadro.

Terça-feira era o dia combinado para receber as coisas de papelaria (cardápios, tag de carro, cardápio, rótulo dos CDs e etiqueta das capinhas do CD), mas me ligaram dizendo que não conseguiriam, somente na quinta. Respirei fundo, contei até 10 e o prazo foi adiado, com a promessa de entregarem aqui em casa e não eu ir até o escritório deles buscar, como seria. Até aí tudo bem se eu ainda não tivesse que gravar os benditos CDs. Mas achei que seria fácil e faria o que desse (pretendia fazer 200). Isso já me deixou um pouco apreensiva, mas paciência. Fora isso, acabei nem saindo para assistir o jogo do Brasil, tanto serviço que eu tinha, já que trabalharia só até a quarta. Mas ainda bem que fiz isso ou não teria dado conta de tudo.

Quarta foi meu último dia no trabalho. Minha semana estava muito estressante, vários prazos pipocando, mas eu fiz o combinado. Saí de lá super tarde e não resolvi quase nada de casamento. Somente enviei o formulário de músicas do DJ e contatei o coral para mudar a música do Joca de última hora. Ele entraria com Armageddon, mas achamos que a versão era muito lentinha e que teria que ser algo mais pomposo. Optamos pelo tema do filme Piratas do Caribe, mas estávamos inseguros. Arriscamos!

Quinta-feira confesso que fiquei meio de bobeira. Estava MUITO cansada, com olheiras e o máximo que fiz foi minha malinha do dia da noiva e separei algumas coisas para a mala da lua de mel. O-D-E-I-O fazer malas e enrolei o máximo que pude. Uma tia de fora estava em casa e fiquei boa parte do dia batendo papo com ela. Foi bom para “descansar”, apesar de que as horas passavam e nada das minhas coisas de papelaria chegarem. À noite, por volta das 21h, saí com o Joaquim para buscar alguns amigos de MG no aeroporto, já que não adiantava ficar só esperando as tais coisas de papelaria. Fiquei ligando de pouco em pouco para minha mãe, e nada. Mas quando cheguei em casa me deparei com as tão esperadas coisas.

Surtei!!! Primeiro que entregaram no final, literalmente, do dia. Poderia ter ficado gravando os CDs a tarde toda, mas só fizeram o favor de me entregar nesse horário. Para ajudar, estava tudo mal-feito! Os rótulos de CD tortos (já estavam colados), os cardápios pareciam que tinham pego um papel A4 e dobrado no meio, sem contar que os rótulos, onde tinha que ser marrom, estavam vinho! Chorei muito, mais do que achei que podia. E fiquei ainda mais fula quando minha mãe e o próprio noivo me criticaram por isso. Mas eles não entendem, depois de tanto tempo planejando o casamento com tanto carinho, me acontece isso na reta final? Finalmente fui (quase) convencida de que eram meros detalhes, mas com a promessa do noivo ligar no dia seguinte e reclamar. Isso seria o mínimo. O resultado foi que o que podia ser refeito, foi. Mas apenas os cardápios. Fazer o que né? E ainda tinha a gravação dos CDs pela frente...

Sexta-feira foi bem corrido, como era de se esperar. Logo que acordei comecei a gravação dos CDs e às 13h fui fazer as unhas do pé e hidratação nos cabelos. Cheguei já no fim do dia, pois quando saí do salão fui jantar no shopping com o Joca e os amigos dele. Não queria ter ido, mas não tive como não ir. Então resolvi relaxar e aproveitar para comprar coisinhas para a viagem.

Logo que cheguei, fui gravar os CDs. Minha irmãzinha linda ficou com dó de mim e já tinha gravando alguns! Fui ajudá-la, mas não tinha muito o que fazer, pois só temos um computador. Então fiquei gravando até umas 22h e depois minha irmã assumiu. Ficou até de madrugada gravando... tadinha! L Nem sei o que teria feito sem ela!

Fui deitar e, antes, fiz mentalmente uma retrospectiva de toda a época dos preparativos, me indagando se teria saudades, se sentiria um vazio ou um alívio. De qualquer forma, meu sentimento era de dever cumprido. Fizemos o possível e o impossível para nosso dia sair como sonhamos e dali para frente nada dependia mais de nós... adormeci pensando nisso...

CONTINUA!

3 comentários:

Mariana disse...

Ai cansei!!!!!!!!!!!
Bjinhus
Mari

Aline disse...

Oiii!!! Ai que bom que voltou para nos contar tudim!! lendo a sua ultima semana antes do casório me lembrei da correria que foi a minha também!! heheh mas valeu a pena, né?!! bjaoo!! E continuaaa...!!

Jully Machado disse...

Cricri !!!

Tb montei um blog !!!...rs...
Não resisti, tinha que colocar para fora os detalhes, os preparativos !!!

O seu casamento estava perfeito !!! Nem percebi essa alteração nas cores da capinha do CD.

Estava tudo LINDO!
SAUDADES amiga
Bjs